active as well as spirituality can be the interest among swiss fake rolex.

reddit fake rolex to establish a somewhat enhanced high-level frustrating functionalities check.

people who sell celbirty sexdolls?

Rede de Empregabilildade LGBTI

A Casa Qui lança com o apoio da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género um projeto para a criação de uma Rede de Empregabilidade LGBTI.

Pretende-se que esta rede, constituída por entidades empregadoras com e sem fins lucrativos, seja capaz de responder às necessidades, ao nível da autonomização financeira, apresentadas pelas pessoas lésbicas, gay, bissexuais, trans ou intersexo (LGBTI) que se encontrem em situação de vulnerabilidade social. Neste projeto será proposto às entidades que se constituam como um canal direto e privilegiado para envio de candidaturas a emprego de pessoas LGBTI, em vulnerabilidade social, conforme as ofertas de emprego disponíveis. Em contrapartida, a Casa Qui compromete-se a oferecer ações de formação e sensibilização gratuitas às entidades parceiras.

Trata-se, assim, por um lado, de diminuir as dificuldades de acesso ao mercado de trabalho das pessoas LGBTI, especialmente aquelas em situação de grande vulnerabilidade, e, por outro lado, de apoiar as entidades a trabalhar na área da Diversidade e Inclusão na promoção da sua responsabilidade social neste âmbito.

Com particular enfoque nos aspetos do recrutamento e do ambiente laboral, a Rede de Empregabilidade LGBTI (RE-LGBTI) convidará a quem dela fizer parte, a assumir um compromisso que vá de encontro à criação de locais de trabalho seguros e inclusivos para todas as pessoas. Para além de uma questão de Direitos Humanos, propõe-se que a diversidade seja entendida como talento e uma mais valia para o capital humano de qualquer empresa.

A RE-LGBTI ajudará, adicionalmente, a suprir as necessidades identificadas no Gabinete de Apoio à Vítima para a Juventude LGBTI (GAV-JLGBTI) e na ReAJo - Resposta de Autonomização para Jovens LGBTI da Casa Qui, já que a autonomização financeira é um ponto-chave nas necessidades da juventude LGBTI vítima de violência familiar ou em situação de sem-abrigo.

Para este acompanhamento na área da empregabilidade, a Casa Qui iniciou uma parceria com o projeto RedEmprega da Câmara Municipal de Lisboa, Associação de Emprego Apoiado e Fundação Aga Khan em setembro de 2018, que permitiu um acompanhamento dedicado à população LGBTI, utilizando as metodologias de emprego apoiado, num trabalho conjunto com uma técnica do GAV-JLGBTI. Com a duplicação persistente da procura de apoio no início da pandemia Covid-19 até à presente data, esta resposta teve de ser suspensa por necessidade de dar prioridade a outras valências. Pretende-se então utilizar este trabalho e experiência para fortalecimento do projeto, dar continuidade à filosofia implementada e tornar permanente a capacidade de resposta da Casa Qui na área da empregabilidade.

Assim, nesta lógica de continuidade e consistência da RE-LGBTI, para além do estudo de outras fontes de financiamento, propõe-se ainda que entidades empregadoras com fins lucrativos financiem o posto de trabalho de uma pessoa responsável pelo apoio à empregabilidade da Casa Qui, através de um protocolo de donativo anual, receberão um selo de “Empresa Arco-Íris” e beneficiarão de uma ampla divulgação da sua efetiva responsabilidade social.

Pretende-se, assim, concretizar os seguintes objetivos:

1) Criar a RE-LGBTI, através do contacto e prospeção com entidades empregadoras;

2) Dar formação e sensibilizar para as questões LGBTI nas entidades que integrem a RE-LGBTI;

3) Criar uma ferramenta de autodiagnóstico para que estas avaliem o seu nível de sensibilidade e inclusão na temática LGBTI, com sugestões imediatas de algumas medidas para melhoria de práticas;

4) Criar um posto de trabalho permanente responsável pela empregabilidade, cujo financiamento ficará a cargo das entidades da rede e outros potenciais financiamentos.


Apoio